PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

sexta-feira, 4 de setembro de 2015

LEGISLATIVO: SECA VOLTA A PREOCUPAR VEREADORES

 FALTA D'ÁGUA FOI O ASSUNTO MAIS COMENTADO NA TRIBUNA
Com a chegada do verão  e o aumento da temperatura, a seca voltou a ser novamente motivo maior de preocupação para os vereadores de Alcântaras, zona norte do Ceará. No município onde o abastecimento da sede tem sido feito exclusivamente por adutora, passados sessenta desde o final da estação chuvosa a falta d'água já é visível na zona rural onde moradores tem reivindicado maior atenção da Prefeitura Municipal.

 Para a maioria dos vereadores a falta d'água deve ser vista como prioridade pelo Governo Municipal e que unindo forças poderão sensibilizar a gestão para as dificuldades sofridas pela população em decorrência da estiagem;

Manoel Freire, ao usar a tribuna disse que a Prefeitura tem feito sua parte, porem ainda não teria recebido recursos do Governo do Estado para aprimorar o plano de trabalho nas ações contra a seca, devido a Defesa Civil do Estado ainda não haver se disponibilizado a também atender as necessidades do município que tem agido com recursos próprios.

Régis Barros, que foi o segundo fazer o uso da fala, evidenciou as dificuldade dos moradores de Lanchinha que estão passando, afirmando que este estão pegando água no Sitio Caboclo e que dos vários requerimentos para a equipação de poços ainda não teria recebido nenhuma posição do governo municipal que deveria já haver instalado os poços existentes.

Já o Vereador Antonio Marcos em suas palavras disse que a adutora foi muito boa para a sede do município, mas que  zona rural continua castigada. Para ele a  prefeitura estaria  preocupada " só de boca" devido há dois anos que os poços estarem a espera de instalação e que o Governo Municipal deveria ter a seca como prioridade e não jogar a responsabilidade para a SOHIDRA que perfurou os poços.

A Presidente da Casa, que foi a ultima a usar a tribuna pediu a população que se conscientize sobre o uso racional da água, entendendo que Alcântaras poderá deixar de ser abastecido pela adutora caso o cenário da seca se complique até o inicio de 2016 devido a ausência de chuvas. Cleuvilândia que participou da reunião de alocação de água do Açude Jenipapo, informou que as projeções da COGERH quando a oferta de água para Alcântaras e Meruoca nos próximos meses não são animadoras e devem ser vistas com cautela pela gestão dos dois municípios. Ao fim de sua fala a vereadora pediu aos colegas união para  juntos possam somar forças e atender as reivindicações da população. Na mesma sessão  o requerimento 10/2015 de autoria da legisladora foi aprovado por unanimidade e solicitava do poder executivo que seja instalado um poço profundo na localidade de Desterro que também já sente os efeitos da seca

Post.Francisco Freire

Nenhum comentário: