PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

quinta-feira, 18 de maio de 2017

ALCÂNTARAS REALIZA CAMINHADA CONTRA A EXPLORAÇÃO INFANTIL

 EM 2016 NOVE CASOS FORAM DENUNCIADOS AO CONSELHO TUTELAR
Em 2017 quatro casos já forma denunciados em Alcântaras ( Foto reprodução)
O município de Alcântaras realizou na manhã desta quinta-feira(18) uma caminhada de mobilização de Combate  ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

A ação promovida pela Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social em parceria com o Centro de Referência e Assistência Social (CRAS) e o Conselho Tutelar reuniu dezenas de pessoas em um gesto de apoio a causa que atinge milhares de pessoas em todo o Brasil. No pequeno município serrano, de acordo com o Conselho Tutelar em todo o ano de 2016 foram recebidas 09(nove) denuncias envolvendo a exploração e/ou abuso sexual de menores.

A situação é preocupante uma vez que a ocorrência de denuncias é rescindente no município onde até o momento teve em média 1 caso notificado por mês. A nível nacional os dados também são alarmantes e o disque denuncia chega a receber até 50 denuncias de violência sexual contra crianças por dia, como em 2015 onde foram contabilizadas 80.437 registros através dos Disque 100. Dentre as principais condutas do agressor estão Negligência e violência física e psicológica onde 54% dos casos envolvem meninas com faixa etária entre 4 e 11 anos.

O Conselho Tutelar de Alcântaras reforça sua preocupação quanto ao problema, já que este tipo de violência  pode acontecer em ambiente intrafamiliar e muitas vezes sobre grave ameaça o que dificulta que a vítima procure ajuda ou denuncie.  Os conselheiros defendem ainda que além do medo e da falta de conhecimento  por parte da sociedade, falta interesse e muitas vezes as pessoas não conseguem identificar se uma criança ou adolescente está sendo vítima de abuso ou exploração sexual deixando assim de denunciar.

Para denunciar a população pode acionar o Conselho Tutelar de Alcântaras ou a Policia Militar. A denuncia é mantida sobre sigilo e pode ser feita pelo Disque 100 e 190 ou pessoalmente na sede do órgão colegiado situada na Rua Joaquim Caetano no Bairro do Junco.

Post.Francisco Freire

Nenhum comentário: