PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

sábado, 10 de setembro de 2016

NÚMERO QUEIMADAS DUPLICAM NA SERRA DA MERUOCA

  MUNICÍPIOS 'MAIS ATINGIDOS' OCUPAM 77% DA UNIDADE DE CONSERVAÇÃO FEDERAL
Fonte: ucsocioambiental.org
Apesar de proibido pelo Código Florestal Brasileiro e configurar crime por afronto a natureza, a fauna e a vida silvestre as queimadas dominam trechos às margens das CEs 440 e 241 na Serra da Meruoca.
As manchas de cinza ao lado das principais rodovias que cortam a região releva que o fogo foi ateado sem quaisquer controle e, em muitos casos devastou áreas maiores, comprometendo redes de fiação elétrica e a vida de muitos animais que habitam na região.
Apesar de demarcada por lei federal como Área de Proteção Ambiental desde 2008, a fiscalização nos municípios de Alcântaras e Meruoca ( 77% da Unidade de Conservação) ainda é deficiente e fica a cargo do Instituto Chico Mendes de Conservação e Biodiversidade (icmBIO) que desde 2015 encontra-se com processo de criação do Conselho Gestor da APA paralisado e teria apenas 1(um) fiscal ambiental para gerir toda a região onde os focos de calor tiveram um crescimento de mais de 50% nos últimos dois anos.

Post.Francisco Freire

Nenhum comentário: