PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

ONG DESENVOLVE AÇÕES DE ATER AGROECOLÓGIA NA SERRA DA MERUOCA

ESPLAR PRETENDE ACOMPANHAR 40 FAMÍLIAS DE ALCANTARAS
Do blog da ECOS
Cisterna calçadão comunitária no Sitio Belém - Foto: Freire Filho
Com trabalhos iniciais implementados pelo Instituto de Ecologia Social Carnaúba a Serra da Meruoca na última década tem se tornado referência para a estudos e desenvolvimento de ações e projetos voltados a prática agroecológica e consequente redução dos índices de degradação ambiental registrados no maciço residual situado ao norte do Ceará nos últimos séculos. 
Para isso prosseguindo com o incentivo e fortalecimento de novas práticas de manejo e conservação do solo a Esplar- Centro de pesquisa e Assessoria iniciou no final de 2015 um importante processo de mobilização e identificação de famílias que já desenvolvem produção agroecológica ou que estão em estado de transição. 
A ação que faz parte de um projeto financiado pelo MDA deverá acompanhar 800 famílias na região norte do Estado com trabalhos de assistência técnica e extensão rural. Ao todo dez municípios foram contemplados como o projeto que tem um horizonte de desenvolvimento por três anos.
 Alcântaras, que está entre as cidades que irão receber o ATER Agroecologia deve passar a ter 40 famílias acompanhadas pelo serviços ofertados, que envolvem a construção de diagnósticos, identificação de necessidades e potencialidades das mesmas, para que seja possível realizar assessorias técnicas que correspondam ao perfil de cada família. No mesmo município além do apoio do STTR estão envolvidos como parceiros do projeto a Secretaria do Desenvolvimento Agrário e Meio Ambiente - SEDAMA  e a EMATERCE.

Post.reprodução

Nenhum comentário: