PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

sábado, 15 de abril de 2017

CAI PRODUÇÃO AGRÍCOLA EM ALCANTARAS

 ÁREA PLANTADA TEVE GRANDE REDUÇÃO NA ÚLTIMA DÉCADA SEGUNDO O IBGE
Feijão apesentou quase 80% da produção colhida (Foto: Freire Filho)
Considerada uma das mais importantes atividades econômicas do município de Alcântaras, zona norte do Ceará, a agricultura de sequeiro apresentou uma queda da área plantada na última década aponta o acompanhamento da Produção Agrícola Municipal feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE. 

De acordo com os dados coletados no período que vai de 2005 à 2015, a produção de milho, feijão, mamona, mandioca e cana de açúcar  registrou uma queda da produção em toneladas plantadas e colhida.

A maior redução se deu na produção de Mandioca que passou em dez anos de 1074 toneladas para apenas 70 mil quilos, representando uma queda de 99,34% da quantidade produzida. Em segundo lugar, ficaria o Feijão com decréscimo de 79,7% da área colhida e milho com recuo de 78,5% da produção total calculada em pouco mais 120 toneladas. O IBGE apontou também queda de produção nas lavouras temporárias de Manona e Cana de Açúcar que tiveram queda de 65 e 68,4% de sua produção no mesmo período.

De acordo com o Secretário de Agricultura, Luiz Francisco da Silva, fatores como o êxodo rural e a seca podem estar relacionado a esta queda, mas é  visivel que a produção agrícola no município caiu.

"A gente não quer ser tão realista, mas a gente ver que realmente caiu muito e hoje talvez apenas 40% dos agricultores façam roçado, o que indica que nos últimos anos o pessoal estão deixando de produzir", explicou o gestor da pasta, que disse que os dados serão importantes para traçar estratégias de implementação de políticas públicas, como programas como garantia safra, hora de plantar e bolsa estiagem.

Redação Online

Nenhum comentário: