PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

PREFEITURA DECRETA 'ESTADO DE EMERGÊNCIA' NA EDUCAÇÃO

 DECRETO TERÁ VALIDADE POR SEIS MESES E AUTORIZA CONTRATAÇÃO DIRETA
Aprovados e cadastro de reserva não supriram necessidade da SME
A Prefeitura de Alcântaras, na zona norte do Ceará, publicou no último dia 17 de fevereiro no Diário Oficial dos Municípios decreto que  cita "Estado de Emergência" no âmbito do Sistema Municipal de Ensino.

Dentre as varias considerações para a medida o Governo Municipal cita que o grande volume de matriculas haveriam superado a estimativa planejada para 2017, bem como existiria a carência de profissionais para a atender a demanda da SME, mesmo após a convocação dos aprovados em seleção e aqueles que ficaram no cadastro de reserva.

O Decreto que terá validade por 180 dias (6 meses) poderá ser prorrogado por igual período e autoriza a contratação temporária durante sua vigência para os mesmos cargos ofertados no Processo Seletivo Simplificado (com exceção do cargo de Secretário Escolar) que poderão ser contratados "de forma direta" mediante análise curricular em quantidade necessária ao funcionamento da Rede Pública Municipal de Ensino, para, no âmbito da Secretaria do Desenvolvimento da Educação Básica – SEDEB.

Na Seleção realizada em janeiro passado, a Prefeitura ofertou 98 vagas, mas conforme o teor do próprio decreto teriam sido convocados um total de 143 candidatos, se considerado a soma de todos os aprovados e cadastro de reserva conforme a relação divulgada no site oficial da Prefeitura. No mesmo município outros dois decretos de emergência também estão em vigência, sendo um referente a seca e outro ao Estado de Emergência Financeira e Administrativa, este último decretado pela nova gestão.

Post. Francisco Freire

Nenhum comentário: