PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

BLOQUEADOS RECURSOS PARA A VIGILÂNCIA SANITÁRIA DE ALCANTARAS

 SUSPENSÃO FOI FEITA PELO MINISTÉRIO DA SAÚDE NO ÚLTIMO DIA 18 DE JANEIRO
(Imagem reprodução)
O município de Alcântaras teve no inicio da segunda quinzena deste mês, recursos  relativos a transferência financeiras de recursos financeiros do Componente de Vigilancia Sanitária, do Bloco de Vigilância em Saúde bloqueados.
A medida tomada pelo Ministério da Saúde por meio da portaria nº 115 de 17 de janeiro de 2017  e publicada no Diário Oficial da União considerava o teor da Portaria nº 3.652 de 11 de novembro de 2010  que estabelece critérios para alimentação dos Bancos de Dados Nacionais dos Sistemas de Informação da Atenção à Saúde e da  Portaria nº 118/SAS/MS, de 18 de fevereiro de 2014, que desativa automaticamente no Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (SCNES) os Estabelecimentos de Saúde que estejam há mais de seis meses sem atualização cadastral.

Procurada a Secretaria de Saúde de Alcântaras informou que a situação já foi regularizada e que as informações da produção do SIA/SUS no período de junho a outubro de 2016 já foram repassadas ao Ministério da Saúde, informou a Enfermeira Elizete Guimarães, em contato telefônico feito Portal Jovem na tarde da última  terça-feira.

O  primeiro bloqueio que suspende as transferências dos recursos financeiros do Componente de Vigilância Sanitária, do Bloco de Vigilância em Saúde incluiu as parcelas de janeiro, fevereiro, março e abril deste ano em virtude das irregularidades identificadas em monitoramento feito na metade de dezembro do ano passado e envolve mais de mil municípios brasileiros. No Ceará, além de Alcântaras também apareciam na lista a cidade de Paraipaba.

Redação Online

Nenhum comentário: