PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

CRISE HÍDRICA EM ALCANTARAS

 NA ZONA RURAL MORADORES ESTÃO SEM ÁGUA HÁ TRÊS SEMANAS
Caminhão do PAC que faz distribuição ( Arquivo BPJ)
A longa estiagem que assola o Ceará tem trazido preocupação e sofrimento para quem reside em comunidades onde as reservas hídrica já se exauriram e o abastecimento depende sobretudo da água acumulada nas cisternas ou distribuída pelos caminhões pipa.
Em Alcântaras, na zona norte do Ceará,  a situação não é diferente é falta água para suprir a necessidade de quem mora na zona rural tem sido gritante o que motivou o Instituto Africa no Brasil a coletar assinaturas por meio de uma abaixo assinado para viabilizar o atendimento a moradores que são atendidos uma vez por semana e recebem em média cinco baldes d'água para manter todos os afazeres domésticos.

" Estivemos coletando assinaturas de moradores dos Sítios Alegre, Cajueiro, Maia e Bela Vista e iremos dirigir essa reivindicação as autoridades competentes de forma a viabilizar um melhor atendimento a estas famílias que estão tendo de comprar ou percorrer  quilômetros em busca de água " informou Ricardo Batista.

Em outros locais  a única alternativa tem sido comprar água para garantir a realização das atividades em casa, disse uma moradora está há três semanas sem receber água por meio do sistema de abastecimento do Sitio São Roberto. No Sitio Santana moradores também reclamaram da falta de assistência e enfatizaram que o caminhão pipa só distribuiu água da localidade até outubro passado.

Procurada a SEINFRA informou que a bomba que faz captação para a elevatória do Sitio São Roberto estaria na retifica para conserto.Já COMDEC não foi localizada até o fechamento desta edição. Em Alcântaras são pelo menos 18 comunidades rurais inclusas no plano de trabalho da Defesa Civil e que dependem quase que exclusivamente do abastecimento feito pelos caminhões pipa.

Post.Francisco Freire

Nenhum comentário: