PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

ALCANTARAS: VOTAÇÃO DA LOA FOI ADIADA

 NOVAMENTE LEI PREVÊ RECURSOS PARA MANUTENÇÃO DE MATADOURO FECHADO
atualizada as 08:10 de 03 de dezembro de 2016
Semace embargou estabelecimento em setembro de 2015
A Câmara Municipal de Alcântaras, zona norte do Ceará, deveria haver votado na noite da última sexta-feira(02/12) pela aprovação ou rejeição da Lei Orçamentária Anual (LOA) referente ao exercício financeiro de 2017.
A matéria enviada a casa legislativa no inicio de novembro, prevê investimentos de mais de R$30 milhões, porém trás pontos polêmicos quando a previsão de aplicação de recursos públicos.
Um dos itens que merece destaque é a previsão de quase R$60 mil para a manutenção do Matadouro Publico, embargado pela Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) há mais de um ano. Além disso moradores da cidade que participaram da Audiência Publica ocorrida no final da tarde do último dia 30 de novembro também criticaram a previsão orçamentaria para manutenção do Programa Cidade Verde, considerando que em 2015 a gestão municipal alegou falta de recursos para financiar um projeto de R$ 2 mil proposto de Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente.
De acordo com Cleuvilândia Menezes, mesmo com a discussão na audiência o poder executivo não encaminhou o projeto com o texto corrigido para a Câmara o que foi usado com justificativa para que fosse retirado da pauta a votação da LOA.

"Está errado, é mais do que justo, foi detectado erro e devemos corrigir a falha enquanto há tempo. Enquanto eu estiver nessa Casa eu estou a disposição do povo. Vou procurar fazer o meu trabalho atendendo as necessidades do povo até o último dia em que eu estiver aqui..", frisou a presidente da Casa

Em Alcântaras, no final de 2015  vereadores já haviam aprovado texto semelhante para o exercício financeiro de 2016 quando também o abatedouro mesmo fechado teve recursos previstos. Para este ano a matéria deverá ser corrigida e só deve entrar em votação próximo dia 18 de dezembro.

Post.Francisco Freire

Nenhum comentário: