PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

terça-feira, 8 de novembro de 2016

SECA: SAFRA DE MANGA CAI EM ALCANTARAS

PRODUÇÃO APRESENTA POUCOS E PEQUENOS FRUTOS EM 2016
Produção de manga em Alcântaras ( Foto: Freire Filho)
A longa estiagem que atinge o Ceará continua a impactar diretamente na produção extensiva das fruteiras nativas ou adaptadas a região.
Na zona norte do Ceará, precisamente na Serra da Meruoca a produção da manga apresentou uma grande queda nos últimos cinco anos, quando além da redução do tamanho do fruto também foi notado o aumento da proliferação de pragas e consequente mortificação de algumas árvores por conta do deficit hídrico do solo.
No município de Alcântaras, assim como o caju, por muitos anos a manga era produzida naturalmente e em grande escala o que por algum tempo possibilitou a venda do produtos em feiras livres nas cidades de Coreaú e Sobral.
Com a baixa produção e o tamanho pequeno, hoje muitos comerciantes importam a manga de outras regiões (Serra Grande) para suprir a demanda da clientela, que também afirma notar 'ausência' do fruto nos sítios espalhados pela zona rural. Em todo o Estado, além da queda na produção de grãos,  pelo menos outros onze produtos também tiveram produção afetada por conta da seca, como é o caso de tubérculos, melancia irrigada, abacaxi, mandioca,acerola, banana, goaiba, coco da baia, limão, laranja, maracujá e mamão.

Post.Francisco Freire

Nenhum comentário: