PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

MAIS DE 2.366 QUEIMADAS JÁ FORAM IDENTIFICADAS NO CEARÁ

 MÊS DE OUTUBRO LIDERA COM 1310  FOCOS DE CALOR NO ESTADO
Fumaçeiro na serra ( Queimada) ao fundo da imagem
O monitoramento de satélile do Programa Queimadas no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) identificou que até esta sexta-feira, 04/11, mais de 2.360 focos ativos de calor foram registrados em território cearense.
Os gráficos que revelam o número mensal de queimadas ocorridas no Estado nos últimos dezoito anos indicou ainda que somente em outubro passado foram mais de um mil e trezentas queimadas no Ceará, sendo o terceiro maior índice para o mês nos últimos quinze anos. A tabela do INPE lista ainda focos de queimadas durante todo o ano no Estado, com destaque para o segundo semestre onde é crescente o aumento desta prática irregular de manejo do solo que configura crime ambiental conforme a legislação em vigor. Ainda de acordo com o Programa Queimadas no comparativo como o mesmo período do ano passado a redução de focos ativos no Ceará está próximo dos 30%.

Para Alcântaras dois focos foram contabilizados nas última 24horas conforme as imagens de satélite do dpi-inpe, estando o município na 167º posição no ranking estadual de queimadas com 22 focos até o momento. No Ceará, São Gonçalo do Amarante concentra a maior quantidade de queimadas com 1.028, seguido de Icó, Crateús, Sobral e Caucaia entre os cinco com os maiores indices. Na ponta do indice situa Potiretama com 1 caso identificado.

Post.Francisco Freire

Nenhum comentário: