PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

domingo, 19 de junho de 2016

NA BOCA DO POVO

#O JUSTO NÃO DEVE PAGAR PELO PECADOR
Em sua sociedade onde a observância  das coisas parecem  convencionalmente serem vistas de apenas uma maneira, o velho ditado de influencias das companhia é tabelado por muitos como uma regra geral, onde mesmo em papel coadjuvante se busca caracterizar o perfil das pessoas nas mais variadas situações com base no comportamento alheio. 
É fato que em meio a tantas interações mesmo em menor proporção corremos o risco de passivamente participar de atos ou mesmo compartilhar de pensamentos que não necessariamente condizem como nossos ideais, mesmo assim isso não sugere que defendemos pensamentos comuns apesar da proximidades da relações.
É neste sentido e avaliando que "onde há fumaça há fogo" antes de tentar buscar-se apagar qualquer chama seria mais conveniente saber a origem da combustão, para que os ditos bombeiros saibam como controlar o acidente sem sair chamuscado e "achar que o justo pode pagar pelo pecador..."

Por.Francisco Freire

Nenhum comentário: