PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

sábado, 14 de maio de 2016

NA BOCA DO POVO

 #FAÇA O QUE EU DIGO MAS NÃO O QUE EU FAÇO
Avaliando o cenário de instabilidade na política brasileira os famosos chavões de que a solução estaria na mudança(troca) do presidente da república parecia soar como o remédio para todos os males que atingia a sociedade. Apesar de amargo  o remédio foi tomado a força o que já se observa que é o principio ativo esta longe de acabar com a doença política que atinge o país uma vez que os efeitos colaterais já começam a aparecer, quando na realidade a medicação é a mesma e agora genérica. 
Em um país, onde para alguns a alternativa seria trocar de gestão mesmo que por escolha indireta a velha prática do "faça o que eu digo mas não o que eu faço" tem encaixado-se como uma luva quando o foco é desconstruir e/ou reconstruir o que já foi feito. Em uma nação de princípios eminentemente democráticos em poucas horas é possível facilmente visualizar que a luta é por poder e não por dever e que o crime seria "pedalar" e não ignorar o que a maioria apontou nas urnas.
Entre mesclar ou homogenizar o clamor das mudanças que invadiram às ruas parece haver ignorado as críticas da boca para fora, os panelaços, os grampos telefônicos, as manchetes únicas em jornais  nas donatárias da mídia nacional em uma perspectiva que a crise acabou e que d'agora para frente a história é outra já que empurrar a sujeira para debaixo do tapete torna-se bem mais fácil do que realizar uma faxina na casa,

Por.Francisco Freire

Nenhum comentário: