PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

sexta-feira, 15 de abril de 2016

CÂMARA E A NOVELA POLÍTICA DE ALCANTARAS

 JUSTIÇA DESPACHA NOVA SENTENÇA FAVORÁVEL A PERMANÊNCIA DE CLEUVILÂNDIA
Em Alcântaras, Zona Norte do Ceará, o embate político entre oposição e situação tem marcado os primeiros meses de 2016.Em pouco mais de noventa dias novos capítulos da história política da cidade serrana tem sido escrito a longas citações de trechos de publicações oficiais e judiciais na queda de braços entre o poder executivo e legislativo.

Depois de 'oficializar' o rompimento de sua aliança política com a atual gestão, além confrontos envolvendo direitos trabalhistas como servidora do município, Cleuvilândia Menezes tem buscado por força judicial garantir seu mandato como presidente do parlamento municipal e provar a legitimidade dos atos que a nomearam para a função da casa legislativa.

Em menos de dois meses, depois  ser afastada como presidenta da câmara, a vereadora conseguiu por decisão interlocutória ser reconduzida ao cargo, antes ocupado interinamente pelo Vereador Rogério Ãngelo. Também por decisão judicial a legisladora conseguiu adentrar as dependências do poder legislativo, após ser expedida ordem de arrombamento pelo juiz substituto da Comarca de Alcântaras. 

Já reconduzida à presidência, neste último dia 15 de abril, mais um episódio envolvendo a luta travada entre Prefeitura e Câmara foi julgada pela justiça, que após analisar o agravo instrumental impetrado pelo município  despachou decisão favorável a permanência do mandato da vereadora, inclusive como presidente da casa.

Coincidência ou não, a "guerra' travada entre executivo e legislativo em Brasília tem ocorrido concomitantemente em Alcântaras, e apesar de não se falar/envolver impeachment na cidade, o foco também é tirar uma mulher do poder.

Post.Francisco Freire

Nenhum comentário: