PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

CEARÁ: NOVO PROGNÓSTICO REFORÇA QUINTO ANO DE ESTIAGEM

 PROBABILIDADE É DE 70% DE CHUVAS ABAIXO DA MÉDIA HISTÓRICA
Açude Pinga em Alcântaras Foto: Rede Globo
O último prognóstico para a estação chuvosa no Ceará não tem sido nada animador para o agricultor que já preocupa-se com a pouca chuva caída no sertão nas última semanas.
Nesta última Terça-Feira,23, a Fundação Cearense de Metereologia e Recursos Hídricos durante a apresentação do prognóstico para o trimestre que vai de março a abril reforçou que a tendência é de possibilidade de chuvas 70% abaixo da média em todo o Estado.

O órgão que em Janeiro passado já haveria chamado a atenção para o prolongamento de estiagem no Ceará, anteriormente apresentou índice inferior aos atuais o que implica dizer que a irregularidades das chuvas tem sido fortemente influenciadas pelo El Niño. 
"Não é a informação que gostaríamos de passar, mas, como instituição, temos o dever de mostrar os riscos para os tomadores de decisão”, afirmou Eduardo Sávio Martins, presidente da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) durante o evento realizado em Fortaleza.
Outro fator preocupante com o prolongamento da estiagem está ligada ao baixa reserva dos açudes que estariam com apenas 12,7% da capacidade toral. Em Alcântaras onde as últimas chuvas registradas somaram os 22.0 milímetros, as principais fontes hídricas ainda continuam comprometidas pela seca, e a cidade desde 2014 tem sido abastecida via adutora que capta água no Açude Jenipapo,em Meruoca, hoje com menos de 40% de sua capacidade total.

Post.Francisco Freire

Nenhum comentário: