PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

SECA PREJUDICA SAFRA DE MANGA EM ALCANTARAS

 FRUTA DA ÉPOCA REGISTRA  BAIXA NA PRODUÇÃO EM 2015
Foto: Freire Filho
A Serra da Meruoca tem sido severamente castigada pela longa estiagem que assola o Ceará nos últimos quatro anos. 
Na região tida como um oásis em meio a planície sertaneja o deficit hídrico no subsolo tem prejudicado diretamente o estágio vegetativo e reprodutivo de muitas plantas. Em Alcântaras, que no passado além de grande produtor de castanha de caju era conhecido pela fartura na safra de manga, em 2015 o fruto quase não é avistado nas mangueiras espalhadas na sede e zona rural. 
Com pouca água e forte insolação, a planta até floresceu bastante neste último semestre, porém frutificou bem abaixo do registrado em anos anteriores. No inicio da década, no meses de outubro a dezembro era comum avistar mangueiras com "chão forrado" pelo fruto, uma cena hoje rara para aqueles que cresceram alimentando-se e/ou vendendo o fruto nas feiras de cidades como Sobral e Coreaú. 
Além da queda na quantidade média de kilos produzidos por mangueira, os frutos "vingados" apresentam na grande maioria sabor acidificado e caroço  choco o que inviabiliza muitas vezes o consumo e plantio. Por conta da seca a mortificação de árvores decenárias também tem sido registrado o que favorece ainda mais para a dificuldade em produzir o fruto extensivamente na região.

Post.Francisco Freire  

Nenhum comentário: