PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

domingo, 20 de dezembro de 2015

NA BOCA DO POVO

# UMA MÃO LAVA A OUTRA!
 É bem verdade que é dando que se recebe, é perdoando que se é perdoado... Mas do ponto de vista moral até que ponto devemos considerar este velho ditado? Nos últimos tempos o blábláblá de que o Brasil está afundado em corrupção, de que todo político não presta é de que o maior culpado é o governo tem sido a justificativa mais propagada por muitos.
 No país onde uns clamam por justiça e outros por poder, se sabe nitidamente que a maioria das manifestações, do levantar de bandeiras e ataques tem cunho político partidário. Reconhecer que a política faz parte e é essencial para nossa vida é legitimamente correta para que busquemos e tomemos a melhor decisão. Mas quando se fala em roubo, em atraso, e corrupção, onde realmente começa o erro? No ano que antecede as eleições municipais de 2016 muito tem se falado que A ou B não presta, que não fez nada, e que passou a perna. 
Nesta tocante, questiono como e porquê mesmo eles chegaram lá? Relato aqui não uma defesa de X ou Y mas a realidade dos fatos a qual tem impedido secularmente o país de crescer. No ano pré-eleitoral não só as velhas promessas, mas os famosos pedidos são as práticas mais comuns, de muitos que pregam um amanhã melhor, mas que deixam transparecer que o que realmente importa é seu bem está pessoal. Enquanto o ditado acima for visto como troca de favores, o maior errado e hipócrita será aquele que deixa próprio enganar-se. Não se muda as estruturas sem alterar as suas bases...

Por. Francisco Freire


Nenhum comentário: