PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

ALCANTARENSES AGUARDAM HÁ DOIS ANOS ENTREGA DE PREMIOS

 SEDUC  LANÇOU NOTA ESCLARECENDO MOTIVOS DO ATRASO
Mais de trinta alunos da Escola de Ensino Médio Francisco de Almeida Monte, em Alcântaras, aguardam há pelo menos dois anos a entrega da premiação conquistada  eplo desempenho no Sistema de Avaliação Permanente do Estado do Ceará (SPAECE), 
Na unidade educacional onde tinta e seis estudantes estudantes foram " premiados" no somatório das edições 2013 e 2014 a entrega dos notebooks que deveria haver sido feito ano passado pelo Governo do Estado ainda não aconteceu. 
Muitos dos estudantes, hoje universitários ainda aguardam a premiação em reconhecimento ao resultado obtido porém ainda não tem data para ser agraciados com o equipamento uma vez que segundo a Secretaria de Educação do Estado do Ceará o processo licitatório para aquisição dos bens não obteve êxito.
 Em nota publicada em seu portal no último dia 19 de novembro a SEDUC esclareceu que os motivos do atraso  ocorreriam devido o processo licitatório não obter êxito em virtude de treze das 15 empresas convocadas  pelo pregão eletrônico nº20150004 não apresentarem proposta comercial e outras duas haverem sido reprovadas após testes de amostra do equipamento apresentado por não atender as especificações do edital. 
No mesmo documento a SEDUC informou que uma equipe de técnicos da Secretaria realizou uma busca nacional por atas que poderiam atender à demanda de compra dos 32.000 notebooks, encontrando 14 empresas que poderiam responder à solicitação. Porém, devido à alta do dólar, ao serem contactadas, as empresas afirmaram estar impossibilitadas de praticar o preço firmado anteriormente e, que realizou um novo pedido de registro de preços para compra de 50.000 notebooks para atender às premiações dos anos de 2013, 2014 e 2015, junto à Etice (Empresa de Tecnologia da Informação do Ceará)  encontrando -se, atualmente o processo na etapa de recebimento de propostas até o dia 25 de novembro.

Já para a edição do ano de 2014 a Secretaria de Educação enfatizou que a entrega não ocorreu no prazo em virtude das legislação eleitoral que impedia a distribuição gratuita de bens, valores ou benefícios por parte da Administração Pública durante o período eleitoral.

Post.Francisco Freire

Nenhum comentário: