PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

terça-feira, 27 de outubro de 2015

ULTIMA HORA: UNIVERSITÁRIOS DE ALCANTARAS EMPURRAM ÔNIBUS EM SOBRAL

 ALUNOS RECLAMAM DA CONSTANTE FALTA DE COMBUSTÍVEL NO VEÍCULO
Uma cena constrangedora para quem utiliza o transporte de escolares de Alcântaras deixou nesta última terça-feira,27, muitos universitários insatisfeitos. Um dos veículos que transporta alunos de cursos técnicos e de graduação da pequena cidade até Sobral parou no centro da Princesa do Norte e mais tarde na subida da serra por falta de combustível. 

Devido o ônibus estancar em meio a um movimentado cruzamento alguns dos passageiros tiveram que empurrar o veiculo para desobstruir a rua. Para os estudantes que utilizam o transporte diariamente esta não é a primeira vez que estes são prejudicados por este tipo de 'imprevisto" que já haveria ocorrido  pelo menos três vezes nos últimos dois meses.

 Contatado o Secretário de Transportes de Alcântaras, informou que havia sido notificado pela manhã da necessidade de reposição do óleo lubrificante, mas que desconhecia o estado de reserva(de combustível) do referido veiculo, que após duas horas em espera foi reabastecido com diesel S10. Ainda de acordo com Raimundo Oliveira, apesar dos transtornos causados não é rotineiro que os ônibus de escolares fiquem sem combustível e que a Prefeitura empenha-se para garantir a disponibilidade dos serviços  durante  todo o ano escolar, bem como fez durante os Festejos da Padroeira e no último final de semana nas provas do Enem quando também transportou passageiros dentro e fora do município.

De acordo o Tribunal de Contas dos Municípios, somente em 2015 as despesas com aquisição de combustíveis e derivados do petróleo para a rota municipal, seria de mais de R$ 500 mil, sendo mais da metade deste valor destinado a veículos de passageiros, movido a diesel. Apesar do montante programado, a Prefeitura tem sentido dificuldades para suprir a demanda de sua frota atualmente (migrada) abastecida no Posto DX6, distante cerca de 20 km da sede do município. Já para quem precisa dos serviços o caso configura com desrespeito aos estudantes que conseguiram em 2012 aprovar na Câmara um Projeto de Lei que autoriza o município a ceder transporte aos alunos universitários.

Post.Francisco Freire

Nenhum comentário: