PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

ALCANTARAS ENFRENTA VERÃO 'MAIS SECO' DE SUA HISTÓRIA

 FALTA D'ÁGUA E CALOR DEIXAM UMIDADE DO SOLO IGUAL A ZERO
Alcântaras durante a estação chuvosa de 2015 - Foto Edilson Angelo
Devido a longa estiagem que assola o Ceará há cerca de quatro anos muitas cidades do Estado além da escassez de água tem sofrido com as altas temperaturas registradas durante o dia. 
Em Alcântaras, mesmo apesar de situar-se em região serrana e cerca de 650m acima do nível do mar, o tempo seco tem sido motivo de desconforto e preocupação para a população. Com temperaturas bem acima da média normal para este período, mesmo com brisa o sol tem trazido calorão de 34ºC para os moradores que afirmam estranhar a alteração climática no município que no passado  era famoso pela frieza serrana.
Devido as poucas precipitações a forte insolação, a umidade do solo em Alcântaras chega a zero conforme o monitoramento feito pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos ( Funceme) e o risco de focos de incêndio é caracterizado como crítico conforme o Instituto Nacional de Pesquisa Espaciais (CPTEC/INPE).
Apesar do tempo seco, a umidade relativa do ar permaneceria entre 70 e 80% o que favoreceria para as baixas temperaturas registras durante a madrugada. já para outros sites que monitoram a temperatura da cidade a UR de Alcântaras estaria abaixo dos 50% o que iria de encontro ao fato dos munícipes julgarem este verão como o mais seco e quente da história do lugar.

Post.Francisco Freire

Nenhum comentário: