PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

VERÃO E AS QUEIMADAS NO CEARÁ

APA SERRA DA MERUOCA JÁ REGISTROU FOCOS EM 2015
incêndio na APA sSerra da Meruoca em 2014
Com abaixa umidade relativa do ar associado a forte insolação e altas temperaturas nesta época do ano o número de queimadas só aumentou no Brasil. 

No país onde 2015 já supera o número de focos registrado no primeiro semestre do ano passado o monitoramento diário do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais revela o cenário de degradação ambiental causada pelo fogo em território nacional. 
Na região Nordeste onde o Ceará já registra aumento de 77% dos focos em florestas nos primeiros seis meses deste ano a atenção a incêndios em áreas de proteção tem sido motivo de preocupação para autoridades ambientais, sobretudo devido a falta d´água e a seca além do estágio vegetativo da  caatinga que favorece o rápido aumento de chamas. 

Na APA Serra da Meruoca, onde visando identificar os eventuais focos de queimadas o Instituto Chico Mendes de Conservação e Biodiversidade - ICMBIO firmou parceria entre Sindicatos Rurais e Secretarias de Agricultura, até o momento segundo o CPTEC já haveriam sido identificados cerca de 27 focos, sendo que das cidades pertencente a Unidade de Conservação apenas Meruoca não teve queimadas registradas até o momento. 

Em toda a região onde para o cultivo da agricultura de sequeiro e queimadas foi requerido pelo ICMBIO o cadastro de brocas neste ano, até o próximo dia 15 de setembro estariam proibidos a derrubada de mata bem como o ateamento de fogo antes da visita e parecer técnico de fiscais do IBAMA.

Post.Francisco Freire

Nenhum comentário: